O projecto dos "100 dias"

01.01.'08 - Apresentação e arranque do projecto ............ SIC
12.05.'08 - Primeiras conclusões aos 80 dias ................... SIC 02.07.'08 - Transportes amigos do ambiente .................. RTP2
18.09.'08 - Conclusões finais aos 130 dias ....................... TVI 22.09.'08 - Dia Europeu da Mobilidade 22.09.2008 ........ RTP1
02.11.'08 - Caia Quem Caia e as bicicletas ....................... TVI 30.12.'08 - Fim do Projecto dos "100 dias" ...................... RCP
01.01.'09 - Fim do projecto dos "100 dias" ...................... SIC 06.01.'09 - 100 dias na Prova Oral .......................... Antena 3


1 Outra reportagem
2 Outra reportagem
3 Outra reportagem
4 Outra reportagem
5 Carmona Rodrigues


Tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana" - Descarregar PDF »»

Dias 026 e 027 - 01 e 02/02/2008

Esta sexta feira foi mais um dia intenso de trabalho. Voltei a ter de me ausentar de Lisboa, pelo que durante o dia não pude pedalar. Mas de regresso a casa às 17:00h, ainda pude pegar na bina pelas 17:35h e em menos de 10 minutos chegar à Baixa para dar a última aula de formação no curso da noite. De regresso a casa pelas ruas do costume, às 22:30h, ainda tive tempo de me cruzar com um amigo no Chiado e, conversa puxa conversa, lá decidi ir tomar um cerveja ao "Estádio", uma tasquinha sobrevivente no Bairro Alto. Amarrei a bina às grades das janelas da tasca e lá descontraí um bocado, antes de ir para casa, pelas 23:30h. Cerca de 3 km, ora planos, ora com algum relevo.


No sábado, dia de treino de futebol no Estádio Universitário, a já tradicional mobilidade integrada com o metropolitano. 1,5 km de bina atá à Baixa-Chiado, e 6 km de metropolitano, mais 700m da estação de metro da Cidade Universitária até aos campos de futebol 11 de relva artificial. Depois, mais 1km até à cantina da Av. das Forças Armadas e regresso de metro até ao Rato, para descer a Rua de São Bento até casa. 4,5 km de bina, 11 de metropolitano. Apenas um aspecto a melhorar: o elevador de superfície da estação de metro do Rato tem estado fechado, pelo menos ao fim de semana, o que me obriga sorrateiramente a usar as escadas rolantes para chegar à superfície. Mas também não há indicação nenhuma que me proíba de o fazer.

(mais uma bina estacionada na Cidade Universitária, amarrada a um poste, claro :))

Este fim-de-semana (carnaval) vou estar fora de Lisboa. Volto na quarta para mais pedaladas.

Um grande abraço a todos.

6 comentários:

delta disse...

Caro Paulo,
Da Av. das FA até ao Rato, faz-se muito bem de bina, mesmo depois de um treino de futebol!
Bem, talvez estivesse com pressa...
Um sábado destes voltamos a ver-nos no Universitário.
Bom carnaval e boas pedaladas. Um abraço.

Troca Letras disse...

Tens um prémio no meu Blog
Passa por lá para o ires buscar ele é teu

guerradossantos@gmail.com disse...

Caro Delta, sem dúvida que se faz muito bem, principalmente a um sábado, com tráfego reduzido. Em menos de 15 minutos até. Mas como já pedalo tanto durante a semana, acho que mereço uma ajudinha ao fim-de-semana :) Até à vista.

Frederico disse...

Realmente não me lembro de ter visto algo escrito nas estações do metropolitano, agora no sítio da empresa na net existe:

http://www.metrolisboa.pt/Default.aspx?tabid=91&ItemId=33
onde dizem que é proibido a utilização tanto das escadas rolantes como dos elevadores!
Mais uma das regrazinhas estúpidas com que temos de conviver neste país!

A mim já uma vez me impediram de usar as escadas rolantes...

Frederico

tpubl disse...

Olá Paulo

Com é que vão esses músculos?
Continua a pedalar que faz bem e alivia o stress.
Eu já recomecei e espero juntar-me um dia na tua cruzada.

saudações cicisticas

Edmundo

Filipe disse...

Olá! no passado dia 1 também estive no bairro alto, ainda vi lá a bina com a bandeirinha ao lado de um café, mas depois quando voltei já não a vi lá.

Um abraço e todo o meu apoio ao projecto

Relatos de quem já pedala pela cidade de Lisboa .............

São cada vez mais aqueles que usam a bicicleta como meio de transporte em Lisboa ( 29 testemunhos) ....................................... ver mais »

Engenharia Civil - Vias de Comunicação e Transportes

Intermodalidade de Transportes na cidade de Lisboa
Quanto lhe custa TER e USAR o seu automóvel ?
Os "100 dias" nos media

FAQs, Links, e informações de interesse para o ciclista ..........................

O código da estrada e os velocípedes ....................................
Rede de zonas cicláveis em Lisboa .....................................
Estacionamento para bicicletas, na cidade de Lisboa .............. brevemente
Rede de lojas e oficinas de bicicletas em Lisboa ............ brevemente
Transporte de bicicletas no metropolitano de Lisboa ...............
Transporte de bicicletas nos comboios da CP .....................
Transporte de bicicletas nos comboios da Fertagus ................
Transporte de bicicletas nos barcos da Transtejo e Soflusa ............
Custos comparativos com o uso do automóvel ............................ brevemente
Revistas da especialidade ......................................................... brevemente
Associações e grupos de entusiastas ........................................ brevemente
Eventos ................................................................................... brevemente

C.V. resumido


Currículo Vitae
Paulo Manuel Guerra dos Santos, Eng.º Civil.
Contacto: guerradossantos@gmail.com

Dados Pessoais
Nascido em 1973

Experiência Profissional
1995 a 2007 – Colaborador em diversas empresas de Projecto de Estradas e Consultoria (Proplano, Triede, Tecnofisil, Consulógica), onde desenvolveu competências na área do desenho e projecto de estradas, em particular com recurso às aplicações informáticas: AutoCAD, SMIGS e CIVIL 3D.

Experiência Pedagógica
1994 a 2007 – Mais de 6000h de formação ministradas em diversas escolas, centros de formação e empresas do continente e ilhas, nas áreas de Robótica Industrial, CAD, Topografia e Projecto de Estradas Assistidos por Computador.

Estágios Profissionais e Projectos Internacionais
2007 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Alemanha.
2007 – Estágio na Finnish Road Administration (Instituto de Estradas Finlandês), na cidade de Turku, na Finlândia.
2006 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Holanda.
1993/ 94 – Estágios na área da Robótica Industrial, em empresa tecnológica do sector metalomecânico, em Portugal.

Formação Académica
2007 – A preparar a tese de mestrado sob o tema “100 dias a ciclar na cidade de Lisboa”, com início previsto para 01 de Janeiro de 2008.
2007 – Conclusão da Licenciatura bi-etápica em Engenharia Civil, Ramo de Vias de Comunicação Rodoviárias, ISEL, com média de 15 valores.
1999 – Conclusão do Bacharelato em Engenharia Civil, ISEL, com média de 14 valores.

Formação Profissional em Novas Tecnologias de Informação
1995 a 2006 – Diversas acções de formação profissional nas áreas de Robótica Industrial, CAD, SIG, Topografia, Engenharia de Estradas, Design Gráfico e Criação de páginas de Internet.
1992 a 1994 – Curso de Robótica Industrial, CENFIM, com 3000h.

Formação Pedagógica
1994 a 2003 – Diversas acções de Formação Pedagógica de Formadores e Meios Audiovisuais.

Certificações Pedagógicas
Desde 2000 – Certificado pela AutoDESK, como formador autorizado em tecnologias de desenho e projecto assistidos por computador.
Desde 1998 – Certificado pelo IEFP como Formador, com CAP.

Resumo da situação actual
Actualmente exerce actividade em regime de freelancer como Técnico Especialista e Formador nas áreas de:

- Desenho Técnico Assistido por Computador (AutoCAD), para Arquitectura, Engenharia e Construção, a 2D, 3D e 4D.
- Modelação Digital de Terrenos, para Topografia (CIVIL 3D).
- Cálculo de Vias de Comunicação Rodoviárias Assistido por Computador (CIVIL 3D).

Outras informações
Disponibilidade total. Flexibilidade de horários. Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro.
Muito bom nível de inglês falado e escrito. Excelentes capacidades de comunicação.
Não fumador. Dador de sangue. Praticante de desportos de combate.