O projecto dos "100 dias"

01.01.'08 - Apresentação e arranque do projecto ............ SIC
12.05.'08 - Primeiras conclusões aos 80 dias ................... SIC 02.07.'08 - Transportes amigos do ambiente .................. RTP2
18.09.'08 - Conclusões finais aos 130 dias ....................... TVI 22.09.'08 - Dia Europeu da Mobilidade 22.09.2008 ........ RTP1
02.11.'08 - Caia Quem Caia e as bicicletas ....................... TVI 30.12.'08 - Fim do Projecto dos "100 dias" ...................... RCP
01.01.'09 - Fim do projecto dos "100 dias" ...................... SIC 06.01.'09 - 100 dias na Prova Oral .......................... Antena 3


1 Outra reportagem
2 Outra reportagem
3 Outra reportagem
4 Outra reportagem
5 Carmona Rodrigues


Tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana" - Descarregar PDF »»

Dia 038 - 17/02/2008

Concentração e passeio de utilizadores de bicicleta, com início e término no Terreiro do Paço, passando pelo Parque das Nações. Cerca de 20 km, sob uma chuva intensa. Durante uma hora, experienciei pela primeira vez a condução de bicicleta, completamente encharcado. Como não tenho equipamento de inverno, senti o gostinho de ter todo o corpo molhado. Vantagem: o longo duche de água quente que se seguiu foi um dos melhores momentos do fim-de-semana.
De qualquer forma, este passeio fez-me perceber que, um dia que mais pessoas utilizem a bicicleta diariamente em Lisboa, não me sentirei tão só como agora. Que agradável que é ter companhia nas pedaladas.

Bem, espero que o tempo melhore rapidamente. Um abraço a todos.

6 comentários:

Filipe disse...

Sem dúvida um dia "diferente" para andar de bicicleta... :)

A chuva pode ter levado a que muitos decidissem ficar em casa, mas não foi impedimento para que, mais uma vez, as bicicletas de Lisboa e arredores saíssem à rua para demonstrarem a sua vontade de "conquistar" a cidade, a pedalar como é óbvio...

Fiquei convencido, e acredito que muitos outros, que vale a pena andar prevenido com roupa específica para a altura do ano, acredito que aprendemos com os erros, e este não deve passar em claro... apesar de ter sido revigorante!!! :D

José disse...

Ora boas,

eu também estive lá (sou o gajo da Mobiky Genius, com a buzina AirZound que experimentaste), mas não me apeteceu muito apanhar a chuvada. Em vez disso fui dar um passeiozinho pelas arcadas do Terreiro do Paço (acabei por não comprar nada) e comer uma torrada e um galão numa esplanada coberta da Rua Augusta. Logo ponho um post do meu passeio no meu blog.

Um abraço e força aí para o resto dos 100 dias e para os outros que virão depois,
Zé Matos

Troca Letras disse...

Eu gostava de ter ido, mas como estava com as crianças e o tempo não estava bom tive de ficar em casa

Blackbelly disse...

Havia 2 mulheres :D Isso é que conta! Agora a molha... Isso foi secundário ;)

guerradossantos@gmail.com disse...

O espírito é mesmo esse. Quem quer faz. Quem não quer, fica sentadinho no sofá a ver os outros viver a vida em pleno.
Força que, uns dias de chuva não são desculpa para não usarmos a bicicleta nos restantes dias do ano, em Lisboa.

delta disse...

Fiquei com a ideia que não ia haver passeio...
Começou a chover, o pessoal começou a desmobilizar e eu também pedalei noutra direcção.
Romei a Telheiras via Marquês, Saldanha e C. Grande, sempre a chover bem!
Também apanhei um valente banho, especialmente da cintura para baixo.
Resultado, tal como diz o Guerra dos Santos, o banho quentinho soube que nem gingas;-)))
Eu já tinha feito o trajecto Expo - Praça do Comércio, com fortes rajadas de vento e muita poeira e inclusivé areia, especialmente na zona dos silos e radar. O pelotão do passeio (quantos eram?), apanharam chuva forte tocada por vento forte. Pelo menos a poeira assentou...
Penso que o passeio ficou muito aquém do que se pretendia, muito por culpa do tempo e também do trajecto. Em minha opinião, este evento terá outro impacto, se o trajecto passar pelo interior da cidade. Portanto, venha outro;-)

Relatos de quem já pedala pela cidade de Lisboa .............

São cada vez mais aqueles que usam a bicicleta como meio de transporte em Lisboa ( 29 testemunhos) ....................................... ver mais »

Engenharia Civil - Vias de Comunicação e Transportes

Intermodalidade de Transportes na cidade de Lisboa
Quanto lhe custa TER e USAR o seu automóvel ?
Os "100 dias" nos media

FAQs, Links, e informações de interesse para o ciclista ..........................

O código da estrada e os velocípedes ....................................
Rede de zonas cicláveis em Lisboa .....................................
Estacionamento para bicicletas, na cidade de Lisboa .............. brevemente
Rede de lojas e oficinas de bicicletas em Lisboa ............ brevemente
Transporte de bicicletas no metropolitano de Lisboa ...............
Transporte de bicicletas nos comboios da CP .....................
Transporte de bicicletas nos comboios da Fertagus ................
Transporte de bicicletas nos barcos da Transtejo e Soflusa ............
Custos comparativos com o uso do automóvel ............................ brevemente
Revistas da especialidade ......................................................... brevemente
Associações e grupos de entusiastas ........................................ brevemente
Eventos ................................................................................... brevemente

C.V. resumido


Currículo Vitae
Paulo Manuel Guerra dos Santos, Eng.º Civil.
Contacto: guerradossantos@gmail.com

Dados Pessoais
Nascido em 1973

Experiência Profissional
1995 a 2007 – Colaborador em diversas empresas de Projecto de Estradas e Consultoria (Proplano, Triede, Tecnofisil, Consulógica), onde desenvolveu competências na área do desenho e projecto de estradas, em particular com recurso às aplicações informáticas: AutoCAD, SMIGS e CIVIL 3D.

Experiência Pedagógica
1994 a 2007 – Mais de 6000h de formação ministradas em diversas escolas, centros de formação e empresas do continente e ilhas, nas áreas de Robótica Industrial, CAD, Topografia e Projecto de Estradas Assistidos por Computador.

Estágios Profissionais e Projectos Internacionais
2007 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Alemanha.
2007 – Estágio na Finnish Road Administration (Instituto de Estradas Finlandês), na cidade de Turku, na Finlândia.
2006 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Holanda.
1993/ 94 – Estágios na área da Robótica Industrial, em empresa tecnológica do sector metalomecânico, em Portugal.

Formação Académica
2007 – A preparar a tese de mestrado sob o tema “100 dias a ciclar na cidade de Lisboa”, com início previsto para 01 de Janeiro de 2008.
2007 – Conclusão da Licenciatura bi-etápica em Engenharia Civil, Ramo de Vias de Comunicação Rodoviárias, ISEL, com média de 15 valores.
1999 – Conclusão do Bacharelato em Engenharia Civil, ISEL, com média de 14 valores.

Formação Profissional em Novas Tecnologias de Informação
1995 a 2006 – Diversas acções de formação profissional nas áreas de Robótica Industrial, CAD, SIG, Topografia, Engenharia de Estradas, Design Gráfico e Criação de páginas de Internet.
1992 a 1994 – Curso de Robótica Industrial, CENFIM, com 3000h.

Formação Pedagógica
1994 a 2003 – Diversas acções de Formação Pedagógica de Formadores e Meios Audiovisuais.

Certificações Pedagógicas
Desde 2000 – Certificado pela AutoDESK, como formador autorizado em tecnologias de desenho e projecto assistidos por computador.
Desde 1998 – Certificado pelo IEFP como Formador, com CAP.

Resumo da situação actual
Actualmente exerce actividade em regime de freelancer como Técnico Especialista e Formador nas áreas de:

- Desenho Técnico Assistido por Computador (AutoCAD), para Arquitectura, Engenharia e Construção, a 2D, 3D e 4D.
- Modelação Digital de Terrenos, para Topografia (CIVIL 3D).
- Cálculo de Vias de Comunicação Rodoviárias Assistido por Computador (CIVIL 3D).

Outras informações
Disponibilidade total. Flexibilidade de horários. Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro.
Muito bom nível de inglês falado e escrito. Excelentes capacidades de comunicação.
Não fumador. Dador de sangue. Praticante de desportos de combate.