O projecto dos "100 dias"

01.01.'08 - Apresentação e arranque do projecto ............ SIC
12.05.'08 - Primeiras conclusões aos 80 dias ................... SIC 02.07.'08 - Transportes amigos do ambiente .................. RTP2
18.09.'08 - Conclusões finais aos 130 dias ....................... TVI 22.09.'08 - Dia Europeu da Mobilidade 22.09.2008 ........ RTP1
02.11.'08 - Caia Quem Caia e as bicicletas ....................... TVI 30.12.'08 - Fim do Projecto dos "100 dias" ...................... RCP
01.01.'09 - Fim do projecto dos "100 dias" ...................... SIC 06.01.'09 - 100 dias na Prova Oral .......................... Antena 3


1 Outra reportagem
2 Outra reportagem
3 Outra reportagem
4 Outra reportagem
5 Carmona Rodrigues


Tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana" - Descarregar PDF »»

Dia 156 - 21.10.2008

De Santos ao Rêgo e Cidade Universitária
Da cota 05m à cota 105m, 15 km

Um dia sem grande estória no quotidiano de um utilizador diário de bicicleta: Saída de casa em Santos pelas 11:15h, com destino à Cidade Universitária. Com a bicicleta eléctrica, já nem me importo muito se a inclinação é mais ou menos acentuada, pelo que tenho seguido pela Rua de São Bento, Av. alexandre Herculano, Rua Braamcamp, Rua de Artilharia 1(até aqui sempre a subir), Parque Eduardo VII, Av. A.A. Aguiar, Praça de Espanha, Rêgo, Cidade Universitária.

Depois do descontraído almoço com colegas na cantina da Cidade Universitária (onde gentilmente, e numa óptica de promoção da bicicleta como meio de transporte, me autorizam a entrar com a bici), ida até ao gabinete de engenharia no Rêgo. Ao final da tarde, regresso a casa pelo mesmo percurso.

(Eu e a eléctrica, no hall de entrada da Cantina I da Cidade Universitária)

(Esta bici estava amarrada numas grades, próximo da cantina. Ao fundo, podem ver outra amarrada a uma árvore)

(A eléctrica estacionada em frente à Cantina)

Numa primeira fase do projecto "Bicicletas em Lisboa" deverão ser colocados estacionamentos bici junto à entrada de edíficios públicos, como cantinas, universidades e politécnicos, escolas e centros de formação profissional, centros de emprego, bibliotecas, hospitais, ministérios, juntas de freguesia, etc, etc. De preferência no seu interior, quando exista espaço.

Esta será sem dúvida uma medida rápida e de baixo custo a implementar, com grande impacte ao nível do estímulo para a utilização diária da bicicleta como meio de transporte na cidade de Lisboa.

Paulo Santos
320 km de bici eléctrica em Lisboa, desde 19.09.2008

7 comentários:

jorge disse...

Uma dúvida, Paulo: a bicicleta eléctrica faz muito/algum/pouco/nenhum barulho?

Abraço.

Viskonde disse...

por acaso vi a bicicleta lá na cantina neste dia :D

que projecto é esse "Bicicletas em Lisboa" que falas?

guerradossantos@gmail.com disse...

O ruído do motor eléctrico praticamente não se ouve em estrada. Não tenho os valores em decibéis, mas são certamente poucos.

O projecto "Bicicletas em Lisboa" é aquilo que eu espero venha a ser uma das apostas de C.M. Lisboa, num futuro muito próximo.

Madame Musique Pour Votre Coeur disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Madame Musique Pour Votre Coeur disse...

Olá paulo.
estou quase convencida. quando tiver a minha bicicleta (convencional) vamos dar uma volta. Tomei a liberdade de colocar um link no meu blog. inthemoodforfeel.blogspot.com
Beijo

Francisco Alem-Tejo disse...

Uma curiosidade: esta semana cronometrei todo o tempo que passei na bika. Foi uma semana bastante boa porque andei todos os dias excepto 3ª feira. Estatísticas da semana: 5h10 minutos em cima da "poderosa", 69.3km percorridos. Isto só pode fazer bem à saúde e ao bolso!

Francisco

guerradossantos@gmail.com disse...

"Madame", em antecipação à aquisição da tua bicicleta, dou-te as boas vindas ao clube dos que realmente sabem o privilégio que é poder-se utilizar a bicicleta como meio de trasporte na cidade de Lisboa: Poupança diária de muitos euros, uma saúde óptima, rapidez de deslocação (em diversas situações mais rápida que de automóvel) e um enorme contributo para um ambiente melhor.

Francisco, estás um verdadeiro engenheiro de estradas, nessas tuas estatísticas de tempos e distâncias. Parabéns.

Paulo Santos

Relatos de quem já pedala pela cidade de Lisboa .............

São cada vez mais aqueles que usam a bicicleta como meio de transporte em Lisboa ( 29 testemunhos) ....................................... ver mais »

Engenharia Civil - Vias de Comunicação e Transportes

Intermodalidade de Transportes na cidade de Lisboa
Quanto lhe custa TER e USAR o seu automóvel ?
Os "100 dias" nos media

FAQs, Links, e informações de interesse para o ciclista ..........................

O código da estrada e os velocípedes ....................................
Rede de zonas cicláveis em Lisboa .....................................
Estacionamento para bicicletas, na cidade de Lisboa .............. brevemente
Rede de lojas e oficinas de bicicletas em Lisboa ............ brevemente
Transporte de bicicletas no metropolitano de Lisboa ...............
Transporte de bicicletas nos comboios da CP .....................
Transporte de bicicletas nos comboios da Fertagus ................
Transporte de bicicletas nos barcos da Transtejo e Soflusa ............
Custos comparativos com o uso do automóvel ............................ brevemente
Revistas da especialidade ......................................................... brevemente
Associações e grupos de entusiastas ........................................ brevemente
Eventos ................................................................................... brevemente

C.V. resumido


Currículo Vitae
Paulo Manuel Guerra dos Santos, Eng.º Civil.
Contacto: guerradossantos@gmail.com

Dados Pessoais
Nascido em 1973

Experiência Profissional
1995 a 2007 – Colaborador em diversas empresas de Projecto de Estradas e Consultoria (Proplano, Triede, Tecnofisil, Consulógica), onde desenvolveu competências na área do desenho e projecto de estradas, em particular com recurso às aplicações informáticas: AutoCAD, SMIGS e CIVIL 3D.

Experiência Pedagógica
1994 a 2007 – Mais de 6000h de formação ministradas em diversas escolas, centros de formação e empresas do continente e ilhas, nas áreas de Robótica Industrial, CAD, Topografia e Projecto de Estradas Assistidos por Computador.

Estágios Profissionais e Projectos Internacionais
2007 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Alemanha.
2007 – Estágio na Finnish Road Administration (Instituto de Estradas Finlandês), na cidade de Turku, na Finlândia.
2006 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Holanda.
1993/ 94 – Estágios na área da Robótica Industrial, em empresa tecnológica do sector metalomecânico, em Portugal.

Formação Académica
2007 – A preparar a tese de mestrado sob o tema “100 dias a ciclar na cidade de Lisboa”, com início previsto para 01 de Janeiro de 2008.
2007 – Conclusão da Licenciatura bi-etápica em Engenharia Civil, Ramo de Vias de Comunicação Rodoviárias, ISEL, com média de 15 valores.
1999 – Conclusão do Bacharelato em Engenharia Civil, ISEL, com média de 14 valores.

Formação Profissional em Novas Tecnologias de Informação
1995 a 2006 – Diversas acções de formação profissional nas áreas de Robótica Industrial, CAD, SIG, Topografia, Engenharia de Estradas, Design Gráfico e Criação de páginas de Internet.
1992 a 1994 – Curso de Robótica Industrial, CENFIM, com 3000h.

Formação Pedagógica
1994 a 2003 – Diversas acções de Formação Pedagógica de Formadores e Meios Audiovisuais.

Certificações Pedagógicas
Desde 2000 – Certificado pela AutoDESK, como formador autorizado em tecnologias de desenho e projecto assistidos por computador.
Desde 1998 – Certificado pelo IEFP como Formador, com CAP.

Resumo da situação actual
Actualmente exerce actividade em regime de freelancer como Técnico Especialista e Formador nas áreas de:

- Desenho Técnico Assistido por Computador (AutoCAD), para Arquitectura, Engenharia e Construção, a 2D, 3D e 4D.
- Modelação Digital de Terrenos, para Topografia (CIVIL 3D).
- Cálculo de Vias de Comunicação Rodoviárias Assistido por Computador (CIVIL 3D).

Outras informações
Disponibilidade total. Flexibilidade de horários. Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro.
Muito bom nível de inglês falado e escrito. Excelentes capacidades de comunicação.
Não fumador. Dador de sangue. Praticante de desportos de combate.