O projecto dos "100 dias"

01.01.'08 - Apresentação e arranque do projecto ............ SIC
12.05.'08 - Primeiras conclusões aos 80 dias ................... SIC 02.07.'08 - Transportes amigos do ambiente .................. RTP2
18.09.'08 - Conclusões finais aos 130 dias ....................... TVI 22.09.'08 - Dia Europeu da Mobilidade 22.09.2008 ........ RTP1
02.11.'08 - Caia Quem Caia e as bicicletas ....................... TVI 30.12.'08 - Fim do Projecto dos "100 dias" ...................... RCP
01.01.'09 - Fim do projecto dos "100 dias" ...................... SIC 06.01.'09 - 100 dias na Prova Oral .......................... Antena 3


1 Outra reportagem
2 Outra reportagem
3 Outra reportagem
4 Outra reportagem
5 Carmona Rodrigues


Tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana" - Descarregar PDF »»

Dia 143 - 30.09.2008

De Santos à Praça de Espanha
Da cota 05 à cota 80m, 6 +3 km

Mais um record quebrado: 22 dias a andar de bicicleta, num só mês. O anterior record era, curiosamente, no mês de Janeiro, com 21 dias.

Mas o dia não correu nada bem: na Praça de Espanha tive um furo, na eléctrica. Nem a câmara de ar nova, com líquido anti-furos me valeu. E ainda bem que isto aconteceu, por várias razões:

1º) Isto fez-me lembrar da importância de uma rede de oficinas para bicicletas, espalhada pela cidade.
2º) Do potencial de crescimento deste mesmo tipo de negócio. Em cada bairro pode haver viabilidade económica para pequenas oficinas de bairro, criando com isso postos de trabalho
3º) De uma desvantagem nesta bicicleta eléctrica: devido ao motor eléctrico no eixo da roda de trás, ao sistema de travão de tambor, ao cabo eléctrico que alimenta o motor e ao peso da bicicleta, torna-se quase impossível para o ciclista consequir mudar a câmara de ar sozinho. Esta máquina obriga a uma assistência de mão-de-obra especializada, numa loja ou oficina.

E eu estava a 6 km da Baixa, onde está a loja de bicicletas com quem trabalho. Solução: telefonar à rapaziada da Biclas para me irem buscar de carrinha :) E que fantásticos eles foram em me desempanar a bicicleta em tempo útil.

E isto fez-me lembrar também que as lojas e oficinas de bicicleta podem ter um serviço de assistência aos seus clientes, quando estes precisarem, de forma a que nunca fiquem "pendurados" no caminho.



(E eléctrica, com o pneu em baixo, junto do El Corte Inglés)

Depois de descarregar a bicicleta na loja, acabei por voltar para casa, e fazer o meu trabalho à "distância".

Ao final da tarde, fui buscar a bicicleta, já reparada, e dei uma volta de 3 km pela Baixa e Chiado.

Paulo Santos
153 km de bicicleta eléctrica em Lisboa, desde 19.09.2008

6 comentários:

Abílio Vieira disse...

Tens uma loja de bicicletas no principio da Av. Columbano Bordalo Pinheiro, que fica entre a Praça de Espanha e Sete Rios (Zoo de Lisboa).

Já agora queria dizer uma coisa, que é o facto de não se poder transportar bicicletas nas camionetas de longo curso (Expresso). Quem trata do transporte diz que é probido, a não ser que vá dentro de uma caixa e eles não descubram o que é.

RH disse...

o el corte inglés também tem uma oficina de bicicletas no piso desportivo.

guerradossantos@gmail.com disse...

Abílio, ainda há transportadores que não estão sensibilizadas para o potencial de crescimento dos utilizadores de bicicleta, mesmo os de longo curso :)
Hugo, obrigado pelos teus comentários de Moçambique.

Paulo Santos

pescadorDigital disse...

E se for uma das bicicletas desdobráveis, como é o meu caso, que tenho uma Dahon, e vão dentro de uma bolsa grande ? Eles também imbirram !?!?

guerradossantos@gmail.com disse...

As bicicletas dobráveis, quando dobradas e colocadas na bolsa de transporte, são consideradas uma carga de mão normal. Podem entrar em qualquer transporte público deste país.

Cumprimentos

Luís Cruz disse...

Não sei que pneus é que tens mas dado que andas tanto em cidade devias ter uns Marathon XR. Provavelmente tens de mandar vir do estrangeiro mas garanto-te que a probabilidade de furos diminui bastante. Vê em http://www.schwalbe.com/.
Cumprimentos e boas pedaladas!

Relatos de quem já pedala pela cidade de Lisboa .............

São cada vez mais aqueles que usam a bicicleta como meio de transporte em Lisboa ( 29 testemunhos) ....................................... ver mais »

Engenharia Civil - Vias de Comunicação e Transportes

Intermodalidade de Transportes na cidade de Lisboa
Quanto lhe custa TER e USAR o seu automóvel ?
Os "100 dias" nos media

FAQs, Links, e informações de interesse para o ciclista ..........................

O código da estrada e os velocípedes ....................................
Rede de zonas cicláveis em Lisboa .....................................
Estacionamento para bicicletas, na cidade de Lisboa .............. brevemente
Rede de lojas e oficinas de bicicletas em Lisboa ............ brevemente
Transporte de bicicletas no metropolitano de Lisboa ...............
Transporte de bicicletas nos comboios da CP .....................
Transporte de bicicletas nos comboios da Fertagus ................
Transporte de bicicletas nos barcos da Transtejo e Soflusa ............
Custos comparativos com o uso do automóvel ............................ brevemente
Revistas da especialidade ......................................................... brevemente
Associações e grupos de entusiastas ........................................ brevemente
Eventos ................................................................................... brevemente

C.V. resumido


Currículo Vitae
Paulo Manuel Guerra dos Santos, Eng.º Civil.
Contacto: guerradossantos@gmail.com

Dados Pessoais
Nascido em 1973

Experiência Profissional
1995 a 2007 – Colaborador em diversas empresas de Projecto de Estradas e Consultoria (Proplano, Triede, Tecnofisil, Consulógica), onde desenvolveu competências na área do desenho e projecto de estradas, em particular com recurso às aplicações informáticas: AutoCAD, SMIGS e CIVIL 3D.

Experiência Pedagógica
1994 a 2007 – Mais de 6000h de formação ministradas em diversas escolas, centros de formação e empresas do continente e ilhas, nas áreas de Robótica Industrial, CAD, Topografia e Projecto de Estradas Assistidos por Computador.

Estágios Profissionais e Projectos Internacionais
2007 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Alemanha.
2007 – Estágio na Finnish Road Administration (Instituto de Estradas Finlandês), na cidade de Turku, na Finlândia.
2006 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Holanda.
1993/ 94 – Estágios na área da Robótica Industrial, em empresa tecnológica do sector metalomecânico, em Portugal.

Formação Académica
2007 – A preparar a tese de mestrado sob o tema “100 dias a ciclar na cidade de Lisboa”, com início previsto para 01 de Janeiro de 2008.
2007 – Conclusão da Licenciatura bi-etápica em Engenharia Civil, Ramo de Vias de Comunicação Rodoviárias, ISEL, com média de 15 valores.
1999 – Conclusão do Bacharelato em Engenharia Civil, ISEL, com média de 14 valores.

Formação Profissional em Novas Tecnologias de Informação
1995 a 2006 – Diversas acções de formação profissional nas áreas de Robótica Industrial, CAD, SIG, Topografia, Engenharia de Estradas, Design Gráfico e Criação de páginas de Internet.
1992 a 1994 – Curso de Robótica Industrial, CENFIM, com 3000h.

Formação Pedagógica
1994 a 2003 – Diversas acções de Formação Pedagógica de Formadores e Meios Audiovisuais.

Certificações Pedagógicas
Desde 2000 – Certificado pela AutoDESK, como formador autorizado em tecnologias de desenho e projecto assistidos por computador.
Desde 1998 – Certificado pelo IEFP como Formador, com CAP.

Resumo da situação actual
Actualmente exerce actividade em regime de freelancer como Técnico Especialista e Formador nas áreas de:

- Desenho Técnico Assistido por Computador (AutoCAD), para Arquitectura, Engenharia e Construção, a 2D, 3D e 4D.
- Modelação Digital de Terrenos, para Topografia (CIVIL 3D).
- Cálculo de Vias de Comunicação Rodoviárias Assistido por Computador (CIVIL 3D).

Outras informações
Disponibilidade total. Flexibilidade de horários. Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro.
Muito bom nível de inglês falado e escrito. Excelentes capacidades de comunicação.
Não fumador. Dador de sangue. Praticante de desportos de combate.