O projecto dos "100 dias"

01.01.'08 - Apresentação e arranque do projecto ............ SIC
12.05.'08 - Primeiras conclusões aos 80 dias ................... SIC 02.07.'08 - Transportes amigos do ambiente .................. RTP2
18.09.'08 - Conclusões finais aos 130 dias ....................... TVI 22.09.'08 - Dia Europeu da Mobilidade 22.09.2008 ........ RTP1
02.11.'08 - Caia Quem Caia e as bicicletas ....................... TVI 30.12.'08 - Fim do Projecto dos "100 dias" ...................... RCP
01.01.'09 - Fim do projecto dos "100 dias" ...................... SIC 06.01.'09 - 100 dias na Prova Oral .......................... Antena 3


1 Outra reportagem
2 Outra reportagem
3 Outra reportagem
4 Outra reportagem
5 Carmona Rodrigues


Tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana" - Descarregar PDF »»

29.11.2009 - Orçamento Participativo C.M. Lisboa

Está em curso o Orçamento Participativo 2010, para aplicar 5 milhões de euros na nossa cidade. Este foi o meu contributo, que estimo custar pouco mais de 500 Mil euros. Esperemos por 14 de Dezembro para ver quais as propostas que irão a votação.


Número de proposta: 426


Criação de corredores BICI no eixo Rossio - Entrecampos


Seguindo as boas práticas de mobilidade e gestão de tráfego nos centros urbanos, e o aumento gradual de utilizadores de bicicleta como meio de transporte em Lisboa, propõe-se aqui a criação de corredores BICI naquele que é considerado um dos mais importantes eixos viários no centro da cidade de Lisboa. Em anexo, texto retirado (e com algumas adaptações) da tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana", do engenheiro Paulo Guerra dos Santos, autor do projecto "100 dias de bicicleta em Lisboa"


Descarregar anexo »»»


2009-11-29


Um grande abraço a todos.
Paulo Guerra dos Santos

11 comentários:

Zoe disse...

viva
também participei, mas pedindo obras urgentes no canil/gatil da CML, que está um canil terceiromundista. embore considere importante a construção de ciclovias, a vida dos animais naquele canil é priortária.
será que vão ter em conta as nossas propostas? é isso que me pergunto.
abraço
zoe

guerradossantos@gmail.com disse...

Penso que um dos parâmetros para a escolha das propostas a colocar em votação é a quantidade de pessoas a colocar propostas num determinado tema. Reparei que houve bastante interesse no tema do Canil, à semelhança das ciclovias. Dois temas prioritários :)

Abraço,
Paulo

Viskonde disse...

não sei o que aconteceu, mas das varias propostas que havia sobre bicicletas a CML só aproveitou uma (para colocar parques nas estações de comboio)

tudo o resto relacionado com este tema desapareceu misteriosamente.

guerradossantos@gmail.com disse...

Também reparei. Mais um ano perdido na criação da estrutura principal ciclável de Lisboa :( Resta-nos votar nos estacionamentos, e esperar ...

Abraço.

Lx Suicide City disse...

ha um ponto que nem sempre é focado, mas que também me parece importante, o pavimento utilizado nas ciclovias.
Sou utilizador diário da bicicleta num percurso que inclui o parque das nações e sinto-me mais confortável e seguro a pedalar na estrada do que na suposta ciclovia criada no parque das nações. A mesma é de paralelos, fazendo com que numa recta normalmente com o transito lento, a bicicleta não tenha grande vantagem em termos de rapidez, isto devido ao piso. Penso que o mesmo acontece com a chamada ciclovia do cais do sodre/belem. Tanto a do parque das nações como a de belem estão longe de garantirem condições de mobilidade.

guerradossantos@gmail.com disse...

O pavimento da ciclovia Belém/Cais-de-Sodré é maioritariamente em Betuminoso, o mesmo pavimento da estrada. Infelizmente, esta, serve quase exclusivamente para quem passeia junto ao rio, e não para quem se desloca de casa para o trabalho diariamente.

Paulo

Manuel disse...

É isso mesmo: o pessoal gosta de caminhar/correr sobre o piso liso. Assim, nos passeios mistos (ciclovia e calçada), os peões optam sempre pelo piso liso, ou seja a ciclovia!
Assim, não seria preferível fazer ciclovias mais largas ou mesmo a totalidade dos passeios (quando estes são estreitos), nesse tal material betuminoso?
Por exemplo, a ciclovia que está a ser feita no passeio larguíssimo da Av. do Brasil, acho que o ideal seria fazer uma ciclovia que ocupasse metade do passeio :-)
Estão a fazer uma ciclovia estreita, no meio do passeio! É mais que evidente que os peões vão caminhar na ciclovia, como de resto acontece noutros lados...
Aliás, a ciclovia poderia e deveria ser mais larga em quase toda a extensão do Campo Grande ao Parque das Nações. Por exemplo, no Parque Vale do Silêncio, com montes de espaço, mais parece um carreiro cheio de curvas e em terreno com grande inclinação :-(
No Domingo e no feriado, fiz Telheiras, Campo Grande, Av. do Brasil, Olivais (vale do silêncio), expo, Cais do Sodré, Belém, Praça do Comércio, Av. da Liberdade, Marquês Pombal, topo do Parque Eduardo VII (local preferido do Paulo), Palácio da Justiça, a partir daqui pela ciclovia até aos pupilos do exército. Aqui podemos passar pela ponte pedonal por cima da Conde de Almoster, creio que é assim que se chama. É conveniente chamar a atenção de quem é responsável, que falta completar a ciclovia entre as pontes pedonais dos pupilos do exército e a outra junto ao califa que liga a Monsanto. Na zona da Fonte Nova/Colombo/Largo da Luz/Telheiras, os lancis dos passeios estão um pouco altos nalguns casos e deveriam ser aplainados. Dir-me-ão: é melhor assim que nada. Concordo que sim, mas se se pode fazer bem, porquê fazer mal?
Boas pedaladas

guerradossantos@gmail.com disse...

Manuel, vejo que continua a sério nessas pedaladas pela cidade. Bom de saber. Um grande abraço, meu caro.
Paulo

Viskonde disse...

afinal ha um projecto de ciclovias.

a desrição é que está uma treta, e nem parece sobre bicicletas.

http://www.cm-lisboa.pt/?action=21&idi=44452

ja mandei um mail a refilar com a descrição, e disseram que vao "avaliar".
é com a descrição actual fica dificil entender que raio de projecto é esse.
apenas se vê que é de bicicletas pelos projectos originarios.

mete ai um post para o pessoal votar ;D

Viskonde disse...

no comment acima enganei me no link

era este:

http://www.cm-lisboa.pt/?idc=618&idi=44452

Rede de Percursos e Corredores Implementação e ampliação da rede.

Cidade em Geral

Propostas que deram origem ao projecto:
15,31,33,56,78,95,100,145,173,491

guerradossantos@gmail.com disse...

Viskonde, obrigado pelo teu post. Está realmente muito "escondido" este projecto a votação. Vamos mandar mails com o link para todos.

Abraço.

Relatos de quem já pedala pela cidade de Lisboa .............

São cada vez mais aqueles que usam a bicicleta como meio de transporte em Lisboa ( 29 testemunhos) ....................................... ver mais »

Engenharia Civil - Vias de Comunicação e Transportes

Intermodalidade de Transportes na cidade de Lisboa
Quanto lhe custa TER e USAR o seu automóvel ?
Os "100 dias" nos media

FAQs, Links, e informações de interesse para o ciclista ..........................

O código da estrada e os velocípedes ....................................
Rede de zonas cicláveis em Lisboa .....................................
Estacionamento para bicicletas, na cidade de Lisboa .............. brevemente
Rede de lojas e oficinas de bicicletas em Lisboa ............ brevemente
Transporte de bicicletas no metropolitano de Lisboa ...............
Transporte de bicicletas nos comboios da CP .....................
Transporte de bicicletas nos comboios da Fertagus ................
Transporte de bicicletas nos barcos da Transtejo e Soflusa ............
Custos comparativos com o uso do automóvel ............................ brevemente
Revistas da especialidade ......................................................... brevemente
Associações e grupos de entusiastas ........................................ brevemente
Eventos ................................................................................... brevemente

C.V. resumido


Currículo Vitae
Paulo Manuel Guerra dos Santos, Eng.º Civil.
Contacto: guerradossantos@gmail.com

Dados Pessoais
Nascido em 1973

Experiência Profissional
1995 a 2007 – Colaborador em diversas empresas de Projecto de Estradas e Consultoria (Proplano, Triede, Tecnofisil, Consulógica), onde desenvolveu competências na área do desenho e projecto de estradas, em particular com recurso às aplicações informáticas: AutoCAD, SMIGS e CIVIL 3D.

Experiência Pedagógica
1994 a 2007 – Mais de 6000h de formação ministradas em diversas escolas, centros de formação e empresas do continente e ilhas, nas áreas de Robótica Industrial, CAD, Topografia e Projecto de Estradas Assistidos por Computador.

Estágios Profissionais e Projectos Internacionais
2007 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Alemanha.
2007 – Estágio na Finnish Road Administration (Instituto de Estradas Finlandês), na cidade de Turku, na Finlândia.
2006 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Holanda.
1993/ 94 – Estágios na área da Robótica Industrial, em empresa tecnológica do sector metalomecânico, em Portugal.

Formação Académica
2007 – A preparar a tese de mestrado sob o tema “100 dias a ciclar na cidade de Lisboa”, com início previsto para 01 de Janeiro de 2008.
2007 – Conclusão da Licenciatura bi-etápica em Engenharia Civil, Ramo de Vias de Comunicação Rodoviárias, ISEL, com média de 15 valores.
1999 – Conclusão do Bacharelato em Engenharia Civil, ISEL, com média de 14 valores.

Formação Profissional em Novas Tecnologias de Informação
1995 a 2006 – Diversas acções de formação profissional nas áreas de Robótica Industrial, CAD, SIG, Topografia, Engenharia de Estradas, Design Gráfico e Criação de páginas de Internet.
1992 a 1994 – Curso de Robótica Industrial, CENFIM, com 3000h.

Formação Pedagógica
1994 a 2003 – Diversas acções de Formação Pedagógica de Formadores e Meios Audiovisuais.

Certificações Pedagógicas
Desde 2000 – Certificado pela AutoDESK, como formador autorizado em tecnologias de desenho e projecto assistidos por computador.
Desde 1998 – Certificado pelo IEFP como Formador, com CAP.

Resumo da situação actual
Actualmente exerce actividade em regime de freelancer como Técnico Especialista e Formador nas áreas de:

- Desenho Técnico Assistido por Computador (AutoCAD), para Arquitectura, Engenharia e Construção, a 2D, 3D e 4D.
- Modelação Digital de Terrenos, para Topografia (CIVIL 3D).
- Cálculo de Vias de Comunicação Rodoviárias Assistido por Computador (CIVIL 3D).

Outras informações
Disponibilidade total. Flexibilidade de horários. Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro.
Muito bom nível de inglês falado e escrito. Excelentes capacidades de comunicação.
Não fumador. Dador de sangue. Praticante de desportos de combate.