O projecto dos "100 dias"

01.01.'08 - Apresentação e arranque do projecto ............ SIC
12.05.'08 - Primeiras conclusões aos 80 dias ................... SIC 02.07.'08 - Transportes amigos do ambiente .................. RTP2
18.09.'08 - Conclusões finais aos 130 dias ....................... TVI 22.09.'08 - Dia Europeu da Mobilidade 22.09.2008 ........ RTP1
02.11.'08 - Caia Quem Caia e as bicicletas ....................... TVI 30.12.'08 - Fim do Projecto dos "100 dias" ...................... RCP
01.01.'09 - Fim do projecto dos "100 dias" ...................... SIC 06.01.'09 - 100 dias na Prova Oral .......................... Antena 3


1 Outra reportagem
2 Outra reportagem
3 Outra reportagem
4 Outra reportagem
5 Carmona Rodrigues


Tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana" - Descarregar PDF »»

Dia 231 - 17.06.2009

De Santos à Baixa e Chiado
5 km pela zona ribeirinha e colina de Santa Catarina

De volta da aventura Africana, o regresso a Lisboa passou invariavelmente por uma deslocação de bicicleta à Praça do Comércio para ver a evolução das obras.

Pelas Ruas de São Paulo e do Arsenal chego em menos de 10 minutos.

A bici junto ao cais das colunas, com a sua nova decoração: um colorido e original olival com assentos.

Depois, um desvio para dar um salto à loja da Biclas, junto à Praça do Município, para ter uma desagradável surpresa: a estrutura para estacionamento e amarração de bicicletas que tinha sido colocada em Setembro junto à loja foi removida. Porquê? Para repavimentarem a estrada.


Estacionamento para motas e bicicletas (uma iniciativa de louvar) junto da loja, mas os ciclistas viram retirada a estrutura para estacionamento das bicis. Penso que não foi por má vontade, mas por falta de diálogo entre departamentos da C.M.L. Um retirou a estrutura para repavimentar a estrada. Outro, esqueceu-se de a recolocar :I

De caminho para o Rossio, vi algo que me agradou bastante: uma pintura de estrada, bem visível, a demonstrar que existe alguma mudança na gestão da mobilidade e da qualidade de vida nos arruamentos da Baixa Lisboeta

Pintura no pavimento da Rua do Ouro, a indicar a exclusividade de circulação a transportes públicos.

Porque não ter feito algo semelhante, mas para bicicletas, na Avenida Ribeira das Naus, junto ao Cais das Colunas, no atravessamento da Praça do Comércio? A juntar à Avenida 24 de Julho, que desde que foi reduzida para 2 vias no sentido Santos-Cais do Sodré ganhou espaço suficiente, já seriam uns bons 3 km de corredor BICI na marginal de Lisboa. Fica aqui a dica aos politicos e futuros candidatos a politicos da C.M.L.

E para provar que este não foi apenas um "passeio" de bicicleta, desloquei-me à loja do cidadão nos Restauradores, para tratar de assuntos fiscais. Uma actividade muito frequente para muita gente nesta cidade. A unica dificuldade: arranjar sítio para amarrar a bici.

A bici amarrada num caixote do lixo, junto da Loja do Cidadão, nos Restauradores.

Tempo ainda para dar um salto aos Armazéns do Chiado, para colocar a leitura em dia.

A bici amarrada na Rua Garrett.

Deixo aqui uma ideia para a C.M.L, e para vosso comentário: porque não começar por colocar estacionamentos para Bicis junto das escolas secundárias de Lisboa, estudar ao longo de alguns meses o sucesso da iniciativa, e nas escolas onde se verificasse um maior número de utilizadores de bici, colocar corredores Bici nos arruamento e bairros servidos por essas escolas? É apenas uma ideia entre muitas para, pouco a pouco, se irem criando condições para o cada vez maior número de utilizadores de bicicleta na cidade de Lisboa.

Boas pedaladas a todos. Vêmo-nos por aí.

Paulo Guerra dos Santos
2531km de deslocação em bici por Lisboa, desde 01.01.2008

4 comentários:

Catarina disse...

Não vi essa novidade em Lisboa das árvores num pedaço de plástico, mas não gosto. Não é nada amigo do ambiente nem mostra dá sentimento de verde, de natureza. Mas isto é visto de longe. As cores garridas parecem bolas de gelado a saltarem do chão.
Falando de outros assuntos as bicicletas podem andar nesse coredor BUS ou têm de ser levadas à mão pelo passeio?

Concordo com o estacionamento de bicicletas junto a locais públicos, Escolas Secundárias e Faculdades, Bibliotecas, Lojas do Cidadão e afins.

Boas pedaladas.
Catarina

3º Ano disse...

o engraçado das arvores é que as bolas de gelado servem de bancos para sentar.

btw, soube que ja apresentaste o projecto no ISEL. pena que nao tenham dado melhor nota, mas eles lá sao lixados.. e o pessoal é sempre ceptico no que toca às binas.

Francisco Alem-Tejo disse...

welcome back Paulo, espero que tenha corrido tudo bem pelas Áfricas. Por cá, vou quase com 1700 km, quase a fazer um ano desde que comprei a bicla.

Abraço

guerradossantos@gmail.com disse...

A geração que actualmente nos governa, a dos nossos pais, com 50 e mais anos, está ainda ligada a valores que em parte se desadequam às actais necessidades, realidades e modos de vida da nossa geração. Os professores do Isel não fogem (em regra) à regra. Demasiado académicos, demasiado analistas, demasiado técnicos, esquecendo muitas vezes que o importante é "chegar" às pessoas, adequando a engenharia ao ritmo natural do ser humano, e não o inverso.

Um grande abraço a todos.
Paulo Guerra dos Santos

Relatos de quem já pedala pela cidade de Lisboa .............

São cada vez mais aqueles que usam a bicicleta como meio de transporte em Lisboa ( 29 testemunhos) ....................................... ver mais »

Engenharia Civil - Vias de Comunicação e Transportes

Intermodalidade de Transportes na cidade de Lisboa
Quanto lhe custa TER e USAR o seu automóvel ?
Os "100 dias" nos media

FAQs, Links, e informações de interesse para o ciclista ..........................

O código da estrada e os velocípedes ....................................
Rede de zonas cicláveis em Lisboa .....................................
Estacionamento para bicicletas, na cidade de Lisboa .............. brevemente
Rede de lojas e oficinas de bicicletas em Lisboa ............ brevemente
Transporte de bicicletas no metropolitano de Lisboa ...............
Transporte de bicicletas nos comboios da CP .....................
Transporte de bicicletas nos comboios da Fertagus ................
Transporte de bicicletas nos barcos da Transtejo e Soflusa ............
Custos comparativos com o uso do automóvel ............................ brevemente
Revistas da especialidade ......................................................... brevemente
Associações e grupos de entusiastas ........................................ brevemente
Eventos ................................................................................... brevemente

C.V. resumido


Currículo Vitae
Paulo Manuel Guerra dos Santos, Eng.º Civil.
Contacto: guerradossantos@gmail.com

Dados Pessoais
Nascido em 1973

Experiência Profissional
1995 a 2007 – Colaborador em diversas empresas de Projecto de Estradas e Consultoria (Proplano, Triede, Tecnofisil, Consulógica), onde desenvolveu competências na área do desenho e projecto de estradas, em particular com recurso às aplicações informáticas: AutoCAD, SMIGS e CIVIL 3D.

Experiência Pedagógica
1994 a 2007 – Mais de 6000h de formação ministradas em diversas escolas, centros de formação e empresas do continente e ilhas, nas áreas de Robótica Industrial, CAD, Topografia e Projecto de Estradas Assistidos por Computador.

Estágios Profissionais e Projectos Internacionais
2007 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Alemanha.
2007 – Estágio na Finnish Road Administration (Instituto de Estradas Finlandês), na cidade de Turku, na Finlândia.
2006 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Holanda.
1993/ 94 – Estágios na área da Robótica Industrial, em empresa tecnológica do sector metalomecânico, em Portugal.

Formação Académica
2007 – A preparar a tese de mestrado sob o tema “100 dias a ciclar na cidade de Lisboa”, com início previsto para 01 de Janeiro de 2008.
2007 – Conclusão da Licenciatura bi-etápica em Engenharia Civil, Ramo de Vias de Comunicação Rodoviárias, ISEL, com média de 15 valores.
1999 – Conclusão do Bacharelato em Engenharia Civil, ISEL, com média de 14 valores.

Formação Profissional em Novas Tecnologias de Informação
1995 a 2006 – Diversas acções de formação profissional nas áreas de Robótica Industrial, CAD, SIG, Topografia, Engenharia de Estradas, Design Gráfico e Criação de páginas de Internet.
1992 a 1994 – Curso de Robótica Industrial, CENFIM, com 3000h.

Formação Pedagógica
1994 a 2003 – Diversas acções de Formação Pedagógica de Formadores e Meios Audiovisuais.

Certificações Pedagógicas
Desde 2000 – Certificado pela AutoDESK, como formador autorizado em tecnologias de desenho e projecto assistidos por computador.
Desde 1998 – Certificado pelo IEFP como Formador, com CAP.

Resumo da situação actual
Actualmente exerce actividade em regime de freelancer como Técnico Especialista e Formador nas áreas de:

- Desenho Técnico Assistido por Computador (AutoCAD), para Arquitectura, Engenharia e Construção, a 2D, 3D e 4D.
- Modelação Digital de Terrenos, para Topografia (CIVIL 3D).
- Cálculo de Vias de Comunicação Rodoviárias Assistido por Computador (CIVIL 3D).

Outras informações
Disponibilidade total. Flexibilidade de horários. Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro.
Muito bom nível de inglês falado e escrito. Excelentes capacidades de comunicação.
Não fumador. Dador de sangue. Praticante de desportos de combate.