O projecto dos "100 dias"

01.01.'08 - Apresentação e arranque do projecto ............ SIC
12.05.'08 - Primeiras conclusões aos 80 dias ................... SIC 02.07.'08 - Transportes amigos do ambiente .................. RTP2
18.09.'08 - Conclusões finais aos 130 dias ....................... TVI 22.09.'08 - Dia Europeu da Mobilidade 22.09.2008 ........ RTP1
02.11.'08 - Caia Quem Caia e as bicicletas ....................... TVI 30.12.'08 - Fim do Projecto dos "100 dias" ...................... RCP
01.01.'09 - Fim do projecto dos "100 dias" ...................... SIC 06.01.'09 - 100 dias na Prova Oral .......................... Antena 3


1 Outra reportagem
2 Outra reportagem
3 Outra reportagem
4 Outra reportagem
5 Carmona Rodrigues


Tese de mestrado "Contribuição do modo BICI na gestão da mobilidade urbana" - Descarregar PDF »»

Dia 235 - 14.07.2009

De Santos à Baixa
Pela zona ribeirinha, 6 km

É comum ouvir falar que uma malha interligada de ciclovias pela cidade não teria grande utilização na sua totalidade, numa fase inicial. Até talvez seja verdade. Mas quem o diz esquece-se de uma coisa: a utilização da ciclovia nas pequenas deslocações no bairro onde se mora, para ir para a escola, ao café, ao supermercado ou ao cinema, seria uma forma excelente de se começar a utilizar a bicicleta como meio de transporte.

Aos poucos, certamente, se iria aumentando a distância percorrida.

No meu bairro (a zona histórica em redor da Baixa), por onde me desloco com frequência, começam a aparecer os primeiros sinais de que a mobilidade na cidade está a mudar: pinturas de alto contraste identificam corredores BUS, estacionamentos para motos e bicis, vias cortadas ao trafego geral, ruas e largos exclusivamente pedonais, elementos paisagísticos no meio da rua.


Estacionamento para motos e bicis, junto da Câmara Municipal de Lisboa, com pinturas de alto contraste e balizadores. Assim dá gozo andar de 2 rodas.

Elementos paisagísticos balizadores. É comum, lá fora, encontrarmos elementos naturais utilizados como elementos de sinalização, balizamento e segurança em ambiente urbano. Em Lisboa começam agora a aparecer.
Na Rua do Ouro, pintura de alto contraste identificadora da exclusividade de acesso a BUS e veículos prioritários.

Assim se evolui numa cidade antiga e cheia de tradições.

Boas pedaladas.

Paulo Guerra dos Santos
2572km de deslocação de bici em Lisboa, desde 01.01.2008

7 comentários:

JL Portela disse...

Era bom que houvesse eleições todos os anos. Estariam sempre a aparecer coisas novas perto da data das mesmas ;) assim acontece em Lisboa!

Mais vale tarde que nunca..


Cumprimentos,

Pedro Reduto

guerradossantos@gmail.com disse...

Continuemos a pressionar os políticos, mesmo depois das eleições, com o nosso exemplo prático: a andar de bicicleta diariamente.

Obrigado Pedro.

Paulo Santos

3º Ano disse...

esses estacionamentos nao ajudam as bicis em grande coisa.. falta la algo para as agarrar.
o tradicional poste continua a ser melhor.

guerradossantos@gmail.com disse...

Este tipo de estacionamento dá para encaixar o quadro da bicicleta e amarrar com um bom cadeado. Já o testei por diversas vezes.

Paulo Guerra dos Santos

3º Ano disse...

ahh na foto nao tinha visto que ao fundo tinha la uma estrutura de metal.
ah sendo asssim ja da bem para as bicis :D
nice

Francisco Alem-Tejo disse...

Paulo,

Fiz um ano de bicla em Lisboa. Mais info em http://bluebustard.blogspot.com/

Abraço

guerradossantos@gmail.com disse...

Parabéns Francisco!!!!! Os meus sinceros votos de felicidades nas futuras pedaladas, e que eu ande cá (de bicicleta) para ver :)

Abraço,
Paulo

Relatos de quem já pedala pela cidade de Lisboa .............

São cada vez mais aqueles que usam a bicicleta como meio de transporte em Lisboa ( 29 testemunhos) ....................................... ver mais »

Engenharia Civil - Vias de Comunicação e Transportes

Intermodalidade de Transportes na cidade de Lisboa
Quanto lhe custa TER e USAR o seu automóvel ?
Os "100 dias" nos media

FAQs, Links, e informações de interesse para o ciclista ..........................

O código da estrada e os velocípedes ....................................
Rede de zonas cicláveis em Lisboa .....................................
Estacionamento para bicicletas, na cidade de Lisboa .............. brevemente
Rede de lojas e oficinas de bicicletas em Lisboa ............ brevemente
Transporte de bicicletas no metropolitano de Lisboa ...............
Transporte de bicicletas nos comboios da CP .....................
Transporte de bicicletas nos comboios da Fertagus ................
Transporte de bicicletas nos barcos da Transtejo e Soflusa ............
Custos comparativos com o uso do automóvel ............................ brevemente
Revistas da especialidade ......................................................... brevemente
Associações e grupos de entusiastas ........................................ brevemente
Eventos ................................................................................... brevemente

C.V. resumido


Currículo Vitae
Paulo Manuel Guerra dos Santos, Eng.º Civil.
Contacto: guerradossantos@gmail.com

Dados Pessoais
Nascido em 1973

Experiência Profissional
1995 a 2007 – Colaborador em diversas empresas de Projecto de Estradas e Consultoria (Proplano, Triede, Tecnofisil, Consulógica), onde desenvolveu competências na área do desenho e projecto de estradas, em particular com recurso às aplicações informáticas: AutoCAD, SMIGS e CIVIL 3D.

Experiência Pedagógica
1994 a 2007 – Mais de 6000h de formação ministradas em diversas escolas, centros de formação e empresas do continente e ilhas, nas áreas de Robótica Industrial, CAD, Topografia e Projecto de Estradas Assistidos por Computador.

Estágios Profissionais e Projectos Internacionais
2007 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Alemanha.
2007 – Estágio na Finnish Road Administration (Instituto de Estradas Finlandês), na cidade de Turku, na Finlândia.
2006 – Participação em projecto académico europeu na área da engenharia hidráulica, na Holanda.
1993/ 94 – Estágios na área da Robótica Industrial, em empresa tecnológica do sector metalomecânico, em Portugal.

Formação Académica
2007 – A preparar a tese de mestrado sob o tema “100 dias a ciclar na cidade de Lisboa”, com início previsto para 01 de Janeiro de 2008.
2007 – Conclusão da Licenciatura bi-etápica em Engenharia Civil, Ramo de Vias de Comunicação Rodoviárias, ISEL, com média de 15 valores.
1999 – Conclusão do Bacharelato em Engenharia Civil, ISEL, com média de 14 valores.

Formação Profissional em Novas Tecnologias de Informação
1995 a 2006 – Diversas acções de formação profissional nas áreas de Robótica Industrial, CAD, SIG, Topografia, Engenharia de Estradas, Design Gráfico e Criação de páginas de Internet.
1992 a 1994 – Curso de Robótica Industrial, CENFIM, com 3000h.

Formação Pedagógica
1994 a 2003 – Diversas acções de Formação Pedagógica de Formadores e Meios Audiovisuais.

Certificações Pedagógicas
Desde 2000 – Certificado pela AutoDESK, como formador autorizado em tecnologias de desenho e projecto assistidos por computador.
Desde 1998 – Certificado pelo IEFP como Formador, com CAP.

Resumo da situação actual
Actualmente exerce actividade em regime de freelancer como Técnico Especialista e Formador nas áreas de:

- Desenho Técnico Assistido por Computador (AutoCAD), para Arquitectura, Engenharia e Construção, a 2D, 3D e 4D.
- Modelação Digital de Terrenos, para Topografia (CIVIL 3D).
- Cálculo de Vias de Comunicação Rodoviárias Assistido por Computador (CIVIL 3D).

Outras informações
Disponibilidade total. Flexibilidade de horários. Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro.
Muito bom nível de inglês falado e escrito. Excelentes capacidades de comunicação.
Não fumador. Dador de sangue. Praticante de desportos de combate.